Verrugas: proliferações benignas causadas pelo HPV 1

Verrugas: proliferações benignas causadas pelo HPV

Verrugas são uma dermatose que pode ocorrer em qualquer parte da pele.

As verrugas são mais frequentes na idade escolar e na adolescência, mas pode acometer adultos e idosos.

A infecção ocorre nas camadas mais superficiais da pele ou mucosa, ativando o crescimento anormal das células da epiderme. Por ser uma infecção viral não se transforma em câncer de pele.

Podem ser transmitidas por contato direto ou indireto e geralmente não doem (exceto as das plantas dos pés). Possuem aspecto de bolinhas endurecidas, de tamanhos variáveis, com superfície áspera.

São bastante comuns também em áreas do corpo em que as pessoas costumam depilar, como no rosto, no caso de homens que se barbeiam, e nas pernas, no caso de mulheres que depilam as pernas.

As verrugas vulgares são as mais comuns e consistem em elevações da pele com superfície áspera de tamanhos variáveis.

As verrugas planas geralmente são numerosas e bem achatadas, com pouco relevo.

Já as verrugas filiformes são fininhas e compridas. As verrugas plantares também são conhecidas como “olho de peixe”.

O diagnóstico é clínico a partir do histórico do paciente e exame minucioso das lesões. Em casos duvidosos, a lesão pode ser removida e enviada para exame anátomo-patológico.

O tratamento é necessário porque, apesar de haver a possibilidade de as verrugas regredirem espontaneamente, esse processo pode demorar. Portanto, o recomendado é tratar o quanto antes para que a pessoa que tem a verruga não infecte outras pessoas e para que ele mesmo possa voltar para as suas atividades normais.

Vale lembrar que quem tem verrugas não pode frequentar piscinas de clubes, academias, etc.

O tratamento depende do tipo da verruga. Pode ser feito com crioterapia (com nitrogênio líquido), ácidos (fenol + ácido nítrico fumegante), eletrocoagulação (com bisturi elétrico) e laser.

Dicas!

Jamais manipular ou tentar remover a lesão. Não utilizar alicates ou outros instrumentos para cortá-las. Isso pode causar uma infecção no local. Lavar a região no banho e aplicar um curativo (como o micropore) sobre as lesões para evitar que a manipulação das mesmas cause inoculação em outros locais do corpo ou transmita para outras pessoas.

1 responder
  1. Aline Freitas
    Aline Freitas says:

    Nossa adorei o seu artigo, estou sofrenco com problemas de verrugas e está procurando exatamente o que acabeid e ler. Tenho algumas amigas que estão com o mesmo problema e já vou compartilhar seu artigo com elas. Obrigada.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *